segunda-feira, 30 de abril de 2012

Quinteto do Oito

Morte ao que for platônico!

Meus eternos e únicos
Meus nobres companheiros
Vocês sempre foram muito
Andaram comigo o dia inteiro

Choro toda vez que lembro daquele ano
Total felicidade
Para sempre saudade

Nenhum comentário: