quinta-feira, 15 de março de 2012

Intervalo

Meu bem, é intervalo. Aqui não se diz recreio. Se diz intervalo. Recreio é por demais infantil. Não sabem eles o que é ser criança. Eles nunca brincaram como nós dois brincamos. Certamente não sabem o que é andar na rua imitando um manco, ou um lutador de sumor, ou um bicho qualquer.

Eles aqui gostam de beber nos recreios. Digo, nos intervalos. Gostam de beber! Eu penso: Tolos! Se fossem crianças, seriam embriagados por natureza.

É tão bom ter uma mamãe que seja embriagada e infantil, como eu sou. E eu fico desapontado quando preciso encerrar as minhas palavras, como agora; por que o intervalo acabou e eu preciso voltar para aquela sala feia.

Nenhum comentário: