quinta-feira, 1 de março de 2012

Blues Proibido


Eu quis uma canção de blues
Mas eles me proibiram
Sinto que estou inspirado
Só que eles já me viram
Quando eu estava sentado
Tomando meu pileque
Lá no canto, enciumado

Ela sempre foi essa cobra
Por que, como você já sabe
Só sorri por uma nota de dólar
Querendo que você se acabe

Comigo não foi diferente
Vendi todo o meu diamante
A toda hora eu rangia os dentes
Para que ela fosse a minha amante

Ela sorria dengosa e linda
Prometendo uma vida nova na Argentina
Mas quando perdi tudo que era meu
Ela apenas me disse adeus

Agora que tenho dinheiro
Tudo bem, eu pago
Mas eles me proibiram
Só que me sinto inspirado
E eles já me viram
Pedindo uma canção de blues

Nenhum comentário: