sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Estranha Loucura


Queria estar louco agora e sentir a morte mordendo meus braços e pernas. Sabe, tem muitas almas penadas nesse mundo e eu sei que sou apenas mais uma. Mas eu queria que essa fumaça me engolisse ao ponto de me fazer esquecer disso.

Existem dias que já nascem mortos. Basta olhar para o sol e contemplar suas feições de abortado. Hoje é um dia desses. Tem dias que um pouco de loucura não faz mal, por que tem dias que o que faz mal é que faz viver.

Acho que não há erro em às vezes deixar se ceder. Quem não cede?

É estranho ouvir os zunidos da mente. É estranho olhar faces estranhas nas ruas. É estranho contemplar as paredes quentes do quarto.

Você sabe o que é desespero? Desespero é respirar a velhice. Envelhecer é morrer, e quem não sabe disso? E quem desfaz isso?

Tem dias que não há mal nenhum em dar um tiro na cara.

Nenhum comentário: