domingo, 25 de dezembro de 2011

Justiça

A justiça é um ponto de vista
Assim como a amizade.
Na verdade, tudo é ponto de vista.
Aos amigos, a amizade
Ao resto do mundo, as leis.

Quando eu não precisava
Eu tive vários amigos
Mas agora que eu preciso
Bem, estou onde estou
E se eu tivesse amigos
Eu não estaria aqui

O laço da amizade não é outro se não a gratidão.
E gratidão se tem
Ou não se tem.
É ponto de vista.

Há quem vende a mãe por notas de papel
Ou por posição
Eu o pergunto:
O filho que faz isso é ingrato?
A resposta é não.

Mas há quem diga que é um absurdo
Vender a mãe ou um irmão
É absurdo vender qualquer ser humano
Não é mesmo?

Sim, é um absurdo!
Tem tantas coisas que são absurdas...
Eu só quero dizer que a justiça
Também é absurda

Quanto você pagaria para que a justiça fosse feita?
A resposta para a pergunta é depende.
Pois tudo é uma questão de ponto de vista
Por que, se você não sabe,
A justiça também tem o seu preço.
Você venderia a sua mãe para que a justiça fosse feita?

Nenhum comentário: