quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Casamento Químico

Casa-se comigo, querida
Darei-lhe um anel aromático
Teus cabelos perfumados como benzina
Meu amor por você é volátil
Uma pérola de naftalina
Ligarei você ao modo do carbono
Em cadeias fechadas que irei lhe prender
Ficarás instaurada duas, três vezes
Tens um corpo estrutural
Minha musa da química orgânica

Nenhum comentário: