quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Preso no Tempo

Basta saber separar para fazer
O que há de se querer fazer
Tempo que não passa
Segunda-feira que não termina
Trocaria qualquer riqueza
Pela sua companhia

Esse mundo é tão chato
E tão chato sou eu aqui
Esperando chegar
O momento de dormir
Só para depois acordar

Nenhum comentário: