sábado, 13 de agosto de 2011

Vela


Pegue o caminho mais longo
Acenda uma vela
Não se esqueça do tombo
Não se esqueça dela

Duas noites atrás, um pensamento.
Você estava apenas com saudades
E não se pode ser detento
Da própria idade

Acenda uma vela uma última vez
E tudo ficará bem nesse instante
Não se pode pensar no próximo mês
Quando se é um bom amante

Você não se lembra mais de ser livre
Viciados nas grades dessa cela
Deixe-me agir, não hesite.
Apenas acenda uma vela.

Nenhum comentário: