quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Monte Roraima

Sétimo minuto da noite
Estamos onde precisamos estar
Minutos de violência
Falta muito para parar

O topo forma o altar
Guarda sua lâmina
Estamos longe do lugar
Longe do Monte Roraima

Minutos de violência
Perdendo a inocência

Aqui e ali, camaleões
A anos de nós
A sós, contemplamos
Merecemos minutos de paz

Minutos de violência
Perdendo a inocência
Guarda sua lâmina
Longe, ao longo
Do Monte, Roraima.

O topo formar o altar

Nenhum comentário: