sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Hei Dáblio


Hei Dáblio, você matou minha mulher.
E sabe por quê? Por que ela não ficou com você
Hei Dáblio, agora você diz ter fé.
Que você não era de Deus quando matou
E que agora que Jesus o tocou
Você se arrepende e fará a obra de Deus.
Mas Dáblio, eu não sou um dos seus.
E você matou minha mulher

Nenhum comentário: