sexta-feira, 17 de junho de 2011

Noite Turva


Seus olhos são sinos da meia noite
Afundados em segredos pacatos
Noite turva que esconde a floresta dos seus anseios
Olhos armados.
Assassinos de homens malvados
Vítima dos seus próprios meios
Olhos que são espelhos.

Nenhum comentário: