segunda-feira, 28 de março de 2011

Fantasma


Às vezes eu me perco
Diante do espelho
Olhando as cicatrizes
Que você deixou em mim

Mas se sou um fantasma
Com corpo e sem alma
Sem saber onde guarda
Toda a minha mágoa

Me escondo na água
Que você chorou
Só para me fazer sentir
Um bem maior

Jogue um pano para cima
E esqueça tudo isso

Nenhum comentário: